cross colum 1

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Como Germinar Sementes de Morango, simples e eficaz!

                Hoje venho trazer à vocês um assunto que vem aparecendo muitas vezes nos comentários, tanto no Youtube, quanto nos grupos e página do Facebook, muitas pessoas estão me encaminhando dúvidas sobre a germinação de morangos dizendo que os métodos que estão utilizando não estão resolvendo e suas sementes ou não germinam ou possuem uma taxa muito baixa de germinação, por isso há uns 4 meses atrás percebendo que realmente as pessoas estavam com a razão, decidi pensar numa solução prática e fácil que resolvesse o problema de vez. Assim depois de um tempo testando, fiz um esse Vídeo para mostrar os resultados, espero que gostem:




                  Nos processos anteriores tanto aquele que colocava as fatias de morango com semente no solo para germinar, quanto aquele que deixava a fruta no sol secando, encontrei pequenos problemas que em certas ocasiões retiravam as chances de êxito da cultivador. Dessa Forma, na técnica que colocávamos as fatias de morangos com as sementes diretamente na terra, percebi que em muitos casos essas fatias mofavam e estragavam suas sementes inviabilizando a germinação. Já naquelas em que colocávamos as frutas no sol para desidratar e facilitar o processo de extração, muitas vezes as sementes desidratavam demais a ponto de não serem mais viáveis e perderem o potencial de germinação.



                    Por isso no método atual, utilizamos um liquidificador para separar as sementes frescas da polpa e plantamos apenas elas num substrato úmido, para assim evitar os problemas já relatados.


                     As sementes de Morango Geralmente Germinam em 60 dias, para isso é muito importante manter a umidade e deixar sua sementeira num local iluminado sem raios solares diretos.


                    Espero que tenham gostado do material, se ficou alguma dúvida não deixe de questionar, abraço a todos os amigos do Pomar e Horta em Vasos!



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Mudas de Figo por estaquia em 10 passos super simples!

Ai você passa na casa de um amigo e se depara com uma linda muda de Figueira, e pensa em ter uma em casa também, para obter lindos frutos e comer deliciosos figos, que você acha???, Bom é mais fácil do que pensa sabia??, no vídeo abaixo mostro exatamente como proceder:




Para facilitar um pouquinho vamos passar o procedimento detalhado por aqui explicando melhor algumas coisas que ficariam mais complicadas de passar no vídeo: 


1- Retire um galho lenhoso da árvore de preferência o mais perto da raiz possível, com aproximadamente 20 cm de comprimento e 0,6 cm de diâmetro,





2- Se for transportar para algum lugar coloque-o dentro da água e fique tranquilo(a) quanto a hidratação!


3- Corte dois sulcos na base do galho até sair a casca e deixe-o com pelo menos dois olhos para brotação, se o galho já se encontrar meio brotado é melhor ainda.




4-  Consiga uma pet e retire a parte de cima como se fosse um pequeno vaso, e fure em baixo para escoar água


5- Misture cerca de 40% de terra vegetal, 50 % de húmus de minhoca e 10% de vermiculita ou areia media de construção, e insira na garrafa pet.


6- Fixe um terço da estaca na embalagem com a mistura e regue com nosso enraizador caseiro de lentilhas:



7- Mantenha sempre úmido o recipiente, regando com água 6 vezes por semana e com enraizador 1 vez por semana.


8- Mantenha o aparato na sombra até a brotação e o enraizamento,


9- transplante sua nova muda quando algumas raízes já estiverem aparecendo na borda do Pet.


10- Em dois anos seu clone já produzirá figos, quanto maior o galho que você coletar mais rápido será sua produção e mais difícil será sua estaquia!


 Espero que tenham gostado do material, se ficou alguma dúvida não deixe de questionar, abraço a todos os amigos do Pomar e Horta em Vasos!



Leia alguns outros tópicos do blog:

Siga-nos nas principais redes sociais!






segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Como Plantar Abobrinhas em vasos!

                     Hoje vamos conversar sobre a abobrinha italiana ou como também pode ser chamada de abobrinha de tronco, esta é uma variedade totalmente viável para o plantio em vasos devido a  não se espalhar muito, formando apenas pequenos arbustos. diferente de abóboras que possuem diversas ramas se espalhando pelo quintal inteiro, o legume pertence a família dos Cucurbitáceos, a mesma do melão, melancia, pepino e abóbora, e seu nome científico é  Cucurbita pepo L. 



Clima Ideal



                      A abobrinha gosta de climas quentes se dando melhor em faixas de temperatura entre 18 a 27 °C por isso caso você more numa região fria escolha realizar o plantio no verão, Para se ter condições perfeitas de cultivo, é necessário uma boa luminosidade, pois este legume gosta de sol pleno, com cerca de 4 horas diretas de sol, já podemos obter resultados satisfatórios.


Solo Ideal


                      Cultive em vasos ou canteiros bem drenados, com substrato descompactado e rico em matéria orgânica, mantenha a terra sempre úmida, nunca encharcada e garanta os nutrientes com adubação mensal, o pH deve permanecer na faixa entre 6 e 6,8 . 

                      Caso você não possua estufa e cultivar suas plantas ao ar livre como eu, muito cuidado com o período de chuvas, pois a rega deve ser feita sempre na terra nunca nas folhas e a chuva não faz essa distinção, logo suas folhas rapidamente serão afetadas pelo fungo Oídio, que pode ser combatido com calda bordalesa ou leite cru.


Plantio


             1-    Semeie cerca e 1,5 cm de profundidade, diretamente no local definitivo ou faça mudas em copinhos descartáveis, mantenha suas sementeiras em locais protegidos da chuva e depois da germinação vá aumentando gradativamente a exposição solar, tomando cuidado para não queimar sua mudinha.




                    2-     Com 15 dias geralmente sua muda terá cerca de 10 a 15 cm e 4 folhas definitivas, momento ideal para trasplanta-la caso ainda não esteja no local definitivo. Faça o transplante no período da tarde depois do por do sol, e utilize um vaso de no mínimo 15 litros de volume.




               3-     Mantenha o solo sempre úmido e aporte nutrientes pelo menos uma vez por mês, farinha de ossos é muito bom para nossa plantinha, se tiver misture um pouco na terra para um melhor resultado.



Polinização


               4-     Se tiver um vaso grande pode plantar duas mudas por vaso, isso ajudará na produção de flores e a polinização  das flores macho e fêmea, conforme mostra a figura.




Colheita



               5-   O aparecimento dos frutos se dá cerca de 60 dias após o plantio, e a colheita geralmente se inicia cerca de 80 dias após o início do processo. o ideal é colher os frutos quando atingiram um tamanho de cerca de 20 cm mas ainda não amadureceram, isso torna o legume muito mais saboroso e apetitoso para o consumo.




   Espero que tenham gostado do material, se ficou alguma dúvida não exite em questionar, abraço a todos os amigos do Pomar e Horta em Vasos!



Leia alguns outros tópicos do blog:

Siga-nos nas principais redes sociais!