cross colum 1

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Como Produzir mudas de Lichia facilmente por alporquia!

                        Saudações amigos do Pomar e Horta em vasos, hoje é com grande prazer que venho até vocês para escrever um post sobre propagação de mudas de Lichia. Importante salientar que cada planta possui um método específico mais apropriado e adequado para se produzir mudas clonadas, e no caso da nossa amiga Lichia esse método é o da alporquia. No vídeo abaixo mostraremos uma técnica simples para germinação desta fruta para quem quiser se aventurar numa muda de pé franco (plantada a partir de semente). 




ALPORQUIA

                         A alporquia consiste em realizar o enraizamento de um galho ainda preso na árvore,  para depois corta-lo fora, transformando-o em uma nova muda, para fazer isso basta seguir os seguintes passos simples e aguardar o enraizamento:


1- escolha um galho com cerca de 2 cm de diâmetro de preferência que esteja na horizontal;


2- Descasque um anel da casca da árvore medindo cerca de 5 a 7 cm, importante retirar toda a casca para evitar a passagem de seiva elaborada por ali;



3- separe um pouco de musgo (esfagno) facilmente adquirido em lojas de jardinagem ou substrato bem aerado e posicione em cima de um plastico transparente e grosso.


4- Regue o musgo com enraizante natural caseiro de lentilhas, que mostramos no canal como fazer facilmente em dois vídeos, no link acima temos um post explicando tudo sobre ele:


5- Envolva o anel com o plástico grosso cheio de musgo com enraizante e lacre os dois lados com arames bem apertado, dando um aspecto do formato de um bombom;


6- Cubra esse preparado com um papel alumínio ou plastico branco para não passar luz e não esquentar as raízes durante o enraizamento.




7- Aguarde o período de enraizamento, cerca de 2 meses, sempre retirando a cobertura externa, para verificar se ainda está úmido dentro do envólucro, caso esteja meio seco, utilize uma seringa e insira mais líquido enraizante no meio. 


                      Caso queiram ver como é realizado todo o processo, e até para sanar qualquer dúvida sobre o procedimento, deixarei abaixo o link do vídeo postado em 16/03/2016  no Canal Pomar e Horta em Vasos do Youtube, ensinando a fazer todo o processo passo a passo.




                        No segundo vídeo voltei ao mesmo local depois de exatamente 2 meses e retirei a muda totalmente enraizada. Notem, amigos, que o ideal é serrar a muda, antes de retirar os plásticos que protegem o sistema radicular da planta, pois isso evita que percamos quaisquer raízes pela movimentação excessiva da serra, Mantendo a muda sadia, pronta para ser plantada num vaso!



        

                  Importante salientar que sempre devemos cortar a muda na diagonal para não acumular água no caule, evitando assim o apodrecimento do tronco da árvore, Também é legal passar uma pasta cicatrizante e impermeabilizante, pois fazendo isso você garante uma muda sadia e um processo de destacamento perfeito.




                        Depois de visto exatamente como se faz o processo, é interessante entender por que conseguimos o enraizamento da muda. Ocorre que em todas as partes da planta, existem as células chamadas meristemas, essas células podem se transformar em qualquer outro tecido dependendo da necessidade da planta, assim, quando interrompemos a passagem do floema (seiva elaborada que vai das folhas para a raiz), a planta sente a necessidade de produzir um novo sistema radicular no local onde está se acumulando energia, e é exatamente nesse momento que começa a nascer uma nova planta clonada. no vídeo abaixo explico exatamente como funciona todo o processo, é curto e vale muito a pena assistir:  
           




                             Embora o processo de Alporquia seja meu preferido, por nos propiciar uma muda praticamente adulta e já quase produzindo, existem outros 2 grandes tipos de propagação assexuada vegetativa (clonagem vegetal) Enxertia e Estaquia, fiz um quarto vídeo explicando cada um dos métodos falando sobre os prós e contras de cada processo:





                   Espero que tenham gostado do material, se ficou alguma dúvida não exite em questionar, abraço a todos os amigos do Pomar e Horta em Vasos!



Leia alguns outros tópicos do blog:

Siga-nos nas principais redes sociais!

6 comentários:

  1. Bom dia Junior voce pode me informar por quanto tempo pode ser guardado o churume sem diluir. Morro em m.g e acompanho sempre o canal, desde já agradeço obrigado.

    ResponderExcluir
  2. pode guardar por cerca de 60 dias amigo em local escuro, abraço!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Fala junior! Só uma dúvida.. o nosso hormônio enraizador feito com lentilhas usado no alporque corre o risco de fermentar e prejudicar o processo? Imaginando que esta solução ficará por até 90 dias ou mais fechado no alporque.. Abração!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Junior.
    Minhas mudas de morango em garrafa pet estão com sendo contaminadas çor ferrugem.
    O que acontece?
    Como combater?

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, Júnior!

    Parabéns pelo vídeo. A alporquia é de fato a melhor técnica de propagação assexuada de uma muda;em especial aqueles a exemplo da lichia e jabuticaba que podem demorar de 10 a 15 anos para emitir sua primeira frutificação. Já fiz alguns alporque substituindo o esfagno pela areia e deu certo. No caso específico do vídeo, a Lichia, não tenho muito conhecimento quantos os resultados do alporque. Quanto tempo em média após o alporque dá lichia a mesma estará produzindo frutos? O clone da jabuticaba leva em média 2 anos após o enraizamento do alporque, e a lichia? Abs

    ResponderExcluir