cross colum 1

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Problemas na compostagem ou minhocário? Leia e solucione!

      Escrevo esse post hoje, para ajudar aqueles que estão tentando produzir o substrato ou húmus em casa através de compostagem ou minhocário e estão tendo certas dificuldades.

      Os problemas mais frequentes no caso da compostagem são a presença de, larvas, moscas e mal cheiro, e no caso da vermicompostagem(minhocário) os maiores problemas são:  minhocas morrendo desidratadas ou minhocas fugindo da caixa e suicidando-se.

      Percebo frequentemente que estas situações muitas vezes fazem com que  os novos entusiastas desistam de seus projetos prematuramente, sem nunca descobrir o que houve de errado, isso me deixa bastante chateado, pois sei por experiencia própria que muitas vezes uma simples e pequena mudança no modo de compostar,  já é o suficiente para eliminar o erro, começando a produzir definitivamente um substrato de qualidade para suas plantas.





Dicas para Compostagem

A compostagem normal é feita através fermentação/decomposição da matéria orgânica utilizando micro organismos presentes no meio, e para essa reação ocorrer numa velocidade adequada precisamos entender alguns conceitos:

1- Escolha do Recipiente: Antes de começar o ideal é que encontre um recipiente fechado mas furado, com furos minúsculos, para escorrer o churume para um outro recipiente e entrar oxigênio no meio.

2- Começando a pilha: Sempre que for iniciar uma pilha de compostagem insira um pouco de terra no fundo, essa terra trará micro organismos que irão ajudar na degradação das matérias (inoculante).

3-Relação Carbono/Nitrogênio: Existe uma relação que deve ser seguida para se ter uma boa compostagem, toda vez que formos inserir itens para aumentar nossa pilha   de compostagem devemos levar em conta a quantidade de cada material, dessa forma a cada parte de matéria rica em nitrogênio (restos de alimentos, estercos, borra de café e cascas de ovos e etc..) que adicionarmos, devemos colocar também outras duas partes iguais de matéria rica em carbono (serragem, palhas, folhas secas, restos de poda, papel picado, papelão e etc..), com isso garantimos a chamada relação carbono/nitrogênio de 30/1, o que nos proporciona um melhor produto final, sem perdas de nitrogênio para o meio, evitando o famigerado mau cheiro.

4- Alimentos picados: Colocando alimentos picados ou triturados na sua composteira, você aumenta muito a velocidade do processo, pois quando aumentamos a área de contato entre as substancias a reação ocorre muito mais rápido devido a maior interação entre as moléculas.

5- Composteira no sol: Diferente do minhocário, a composteira padrão pode ir ao sol e essa iniciativa também garante a rapidez do processo, quanto maior a temperatura de uma reação mais rápido ela ocorre, por isso o sol nesse caso age como um catalisador desta reação.

6- Revolva seu bolo: Todos os dias você deve dar uma mexida na sua composteira, isto ajuda a entrar oxigênio, no processo, aerando o meio e acelerando o processo, nunca deixando seu aparato aberto, pois isso pode trazer insetos indesejados que botam ovos no composto e criam larvas e vermes indesejáveis.

Dicas Para vermicompostagem (minhocário)

Diferente da compostagem padrão, na qual produzimos substrato provindo de uma reação de decomposição de elementos, na vermicompostagem, produzimos húmus através de um processo biológico, onde alimentamos minhocas de preferência californianas,  com matéria orgânica ou substrato e utilizamos as fezes desses animais que ficam alojados no meio, como esterco para adubar nossas plantas.



1-Mantenha o meio Úmido: Entendo que este processo seja mais simples que a compostagem padrão e a melhor dica que posso dar a vocês é que mantenham o meio úmido, um minhocário precisa ser úmido e essa é a principal regra, pois caso o meio fique muito seco suas minhocas apodreceram dentro da caixa e morreram desidratadas, e caso o meio fique muito molhado suas minhocas vão fugir da caixa e se suicidaram na parte de fora.

2- O sol é inimigo: Nunca coloque no sol seu minhocário, isto aumentará a temperatura dentro da caixa e deixará suas minhocas extremamente irritadas e desidratadas, e aconselhável um local arejado de preferência escuro, como um porão ou uma garagem com laje ou galpão arejado.

3-Cuidado ao Mexer: Quando for mexer na caixa, muito cuidado para não machucar as minhocas, a dica aqui é a seguinte, como minhocas odeiam a luz, caso precise mexer, coloque a caixa embaixo de uma luz forte, pois como nossas amiguinhas são muito foto sensíveis, elas vão se dirigir rapidamente para o fundo do recipiente, deixando a superfície toda para você utilizar da forma que bem quiser.

4- Maior área de Contato, essa dica como já explicamos na compostagem serve para os dois processos, pois ao picarmos o material facilitamos para as minhocas se alimentarem de partes menores de material.

Muitas pessoas utilizam os dois processos integrados,(sistema das três caixas ou baldes acoplados) eu particularmente não gosto muito desse método pois entendo que o ambiente ideal para uma composteira não é o mesmo para um minhocário e por isso não gosto da ideia de integrar os dois processos, hoje depois de muitas experiencias posso dizer que fiquei muito satisfeito com os resultados obtidos a partir do método que mostrei no penúltimo vídeo sobre o tema, no qual realizo os dois métodos separados e utilizo o resultado da compostagem como produto para a alimentação das minhocas na vermicompostagem/minhocário a fim de produzir um húmus de minhoca rico em nutrientes em muito menos tempo que em métodos tradicionais.



Espero que tenham gostado da leitura!

Leia alguns outros tópicos do blog:
Como germinar mais rapidamente as sementes no Inverno!
Super adubo líquido orgânico caseiro, natural e grátis!
Como cuidar de suas árvores frutíferas em vasos !
Como plantar morango em vasos!
Como Plantar Maracujá !


Siga-nos nas principais redes sociais!
Nosso Instagram
Nosso Grupo no Facebook
Nosso Twitter
Nossa Comunidade G+

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi, comecei a fazer um sistema parecido com o seu de compostagem, com o aproveitamento do chorume. Tem pouco tempo de inicio e estou fazendo duas caixas, uma grande e uma pequena, na grande está bem úmida e não teria problema adicionar serragem novamente para deixar ele seco né ? Outra pergunta, quanto tempo mais ou menos devo deixar destampado para o oxigênio circular ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ae cara... Comecei a pouco tempo na compostagem também e sei que a serragem pode usar a quantidade necessária pra deixar seco. VC faz com minhocas?

      Excluir
  3. Comecei a vermicompostagem (minhocário) a 1 mês usando a serragem que veio no Kit. Agora que usei serragem que peguei na madeireira começou a dar mofo (fungo tipo algodão) em cima da serragem. É normal? O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  4. Comecei a vermicompostagem (minhocário) a 1 mês usando a serragem que veio no Kit. Agora que usei serragem que peguei na madeireira começou a dar mofo (fungo tipo algodão) em cima da serragem. É normal? O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  5. oi, comecei minha composteira a pouco tempo e notei que nao cai chorume no fundo mas sempre que abro a tampa, está encharcada de agua que evaporou, coloquei minhocas californianas, será que fiz certo minha composteira?

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde!Tenho uma composteria feita na escola com baldes.Portanto cada aula demonstrativa para as crianças (intervalo de 15 dias), estava em processo de multiplicação das minhocas.Na última observação tive uma surpresa:As minhocas morreram.Estou tentando achar as causas.Pode dar uma dica? dasemafer@gmail.com

    ResponderExcluir